Marina Colasanti

De Wikipedia, la enciclopedia libre
Saltar a: navegación, búsqueda

Marina Colasanti (Asmara, antigua colonia italiana de Eritrea, 26 de septiembre de 1937) escritora, traductora y periodista ítalo-brasileña.

Su familia emigró de Italia a Brasil al estallar la Segunda Guerra Mundial, allí estudió Bellas Artes y trabajó como periodista y traductora.

Premios[editar]

  • Uma idéia toda azul, 1978, O Melhor para o Jovem, de la Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.
  • Passageira em trânsito, 2010, Premio Jabuti en la categoría Poesía.[1]

Obra[editar]

  • Passageira em trânsito, (2010)
  • Minha Ilha Maravilha (2007) - Ed. Ática
  • Acontece na cidade (2005) - Ed. Ática
  • Fino sangue (2005)
  • O homem que não parava de crescer (2005)
  • 23 histórias de um viajante (2005)
  • Uma estrada junto ao rio (2005)
  • A morada do ser (1978, 2004)
  • Fragatas para terras distantes (2004)
  • A moça tecelã (2004)
  • Aventuras de pinóquio – histórias de uma marionete (2002)
  • A casa das palavras (2002) - Ed. Ática
  • Penélope manda lembranças (2001) - Ed. Ática
  • A amizade abana o rabo (2001)
  • Esse amor de todos nós (2000)
  • Um espinho de marfim e outras histórias (1999) - L&PM
  • Ana Z., aonde vai você? (1999) - Ed. Ática
  • Gargantas abertas (1998)
  • O leopardo é um animal delicado (1998)
  • Histórias de amor (serie «Para gostar de ler» vol. 22) (1997) - Ed. Ática
  • Longe como o meu querer (1997) - Ed. Ática
  • Eu sei mas não devia (1995)
  • Um amor sem palavras (1995)
  • Rota de colisão (1993)
  • De mulheres, sobre tudo (1993)
  • Entre a espada e a rosa (1992)
  • Cada bicho seu capricho (1992)
  • Intimidade pública (1990)
  • A mão na massa (1990)
  • Será que tem asas? (1989)
  • Ofélia, a ovelha (1989)
  • O menino que achou uma estrela (1988)
  • Aqui entre nós (1988)
  • Um amigo para sempre (1988)
  • Contos de amor rasgado (1986)
  • O verde brilha no poço (1986)
  • E por falar em amor (1985)
  • Lobo e o carneiro no sonho da menina (1985)
  • A menina arco iris (1984)
  • Doze reis e a moça no labirinto do vento (1978)
  • Uma idéia toda azul (1978)

Enlaces externos[editar]

Referencias[editar]

  1. «Jabuti premia 21 autores» (en portugués) (2 de octubre de 2010). Consultado el 7 de enero de 2012.